A rede francesa B&B Hotels, que está completando neste mês de Novembro, 3 anos de presença no Brasil, anunciou uma positiva perspectiva em seus resultados de vendas e ocupação, ocorrida nas últimas semanas. A marca se destacou no início do segundo semestre deste ano, quando anunciou um pacote de ações de Vendas e Marketing que estão em andamento nos hotéis.

O hotel localizado em São José dos Campos, por exemplo, impulsionado pela captação de demanda local e de grupos, atingiu 100% de ocupação por oito dias, enquanto o B&B Rio de Janeiro Copacabana Forte possui ocupação máxima em praticamente todos os finais de semana e feriados e vem conseguindo melhorar a ocupação durante a semana atendendo também alguns eventos já adaptados aos atuais protocolos. Em um dos mercados mais desafiadores que é São Paulo o novo B&B SP LUZ nos dias de maior demanda já supera a marca de mais de 100 quartos ocupados por dia, já o primeiro hotel a retomar a melhor performance foi o B&B Uberlândia que mantém a liderança do market share da região pelo terceiro mês consecutivo.

“É necessário manter a atenção e a conscientização em alta, pois sabemos que a pandemia não acabou e a segunda onda é uma possibilidade. Enquanto isso, reforçamos em nossos hotéis que todos os protocolos de higiene e proteção auditados pela Bureau Veritas estejam sendo rigorosamente seguidos, para fazermos a nossa parte e tranquilizar nossos hóspedes”, comenta Olivier Coustet, CEO da B&B Hotels Brasil.

Além dos hotéis em operação a marca já está permitindo reservas para o hotel B&B Hotels Rio de Janeiro Copacabana Posto 5, que deve finalizar o retrofit em dezembro. De olho em 2021, a B&B Hotels também já tem duas aberturas previstas em território nacional: um terceiro hotel na cidade do Rio de Janeiro, o B&B Hotels Rio de Janeiro Norte, e uma abertura no interior de São Paulo, o B&B Hotels Presidente Prudente. Nos três casos, a ordem é já preparar as aberturas tendo em mente todos os rigorosos protocolos que já estão sendo seguidos nas demais unidades.

“As ações de retomada e a aplicação correta dos protocolos de segurança estão trazendo resultados positivos. Em algumas unidades, por exemplo, estamos beirando ocupação máxima, e a tendência é otimista. Os hóspedes estão enxergando nossos hotéis como espaços seguros de convivência”, complementa Coustet.